Trabalhos

RESUMOS DE LIVROS LIDOS PELA TURMA

Resumo de “Dom Casmurro” (de Machado de Assis) Por Cristiane Oliveira

Dom Casmurro Bentinho, chamado de Dom Casmurro por um rapaz de seu bairro, decide atar as duas pontas de sua vida . A partir daí, inicia contar sua história (importante salientar esse detalhe!!!! É Bentinho quem nos narra sua vida). Morando em Mata cavalos com sua mãe dona Glória, viúva , José Dias, o agregado, tio Cosme, advogado e viúvo e prima Justina, viúva, Bentinho possuía uma vizinha que conviveu como”irmã-namorada” dele , Capitolina – a Capitu. Seu projeto de vida era claro. Sua mãe havia feito uma promessa, em que Bentinho iria para um seminário e tornar-se-ia um padre. Cumprindo a promessa, Bentinho vai para o seminário, mas sempre desejando sair, pois se tornando padre não poderia casar com Capitu. José Dias, que sempre foi contra ao namoro dos dois, é quem consegue retirar Bentinho do seminário, convencendo Dona Glória que o jovem deveria ir estudar no exterior.

Resumo de “Triste Fim de Policarpo Quaresma” (de Lima Barreto) Por Luiz Gustavo


Bem! Como todos nós sabemos, a questão da identidade nacional brasileira é difícil. Se, na Europa, esse tema se construiu com base em tradições populares ancestrais, no Brasil, por falta destas, ele foi, inicialmente, lapidado em cima de um passado inventado pelos escritores do Romantismo, de   um modo bem idealizado. A conjunção harmoniosa de índios, negros e europeus, a sobreposição de valores, a construção do herói modelar, o triunfo do bem são, na realidade, a repetição ingênua dessa identidade forjada e, portanto, falhada. É nesse ponto que começa o Triste Fim de Policarpo Quaresma de Lima Barreto, um livro que revela não só o engodo do projeto criado pelos escritores românticos, mas também a dificuldade de articulação de um conceito de identidade nacional no país. Policarpo Quaresma é, antes de tudo, nacionalista. Ama o Brasil acima de si próprio e de si próprio abriu mão para viver em prol do engrandecimento da Pátria. Estudou com persistência o país, acreditando piamente nos livros de sua biblioteca, que o narrador refere como romântica e, cotidianamente, chega à repartição pública onde trabalha com uma excelência da geografia brasileira, comportamento ironizado pelos companheiros de trabalho. Longe de toda realidade, ele começa a construir projetos de brasilidade. O primeiro, baseado em suas leituras, é montado sobre a cultura do índio, elemento usado no Romantismo como símbolo de identidade nacional, já que aqui estava ainda antes de o português chegar. Foi seu primeiro erro. Nem seus amigos compreenderam sua tentativa: Lima Barreto marca o estranhamento da conjunção cultural e ética proposta pelos escritores românticos, quando confrontada com a realidade.


Resumo de “Lucíola” (de José de Alencar) Por Jasmine Viana

Sem dúvida, posso dizer que “Lucíola”, foi um dos melhores livros lidos por mim, e que José de Alencar deixou para nós, além de seus romances, teatros, crônicas, críticas e polêmicas, outra grande herança. A condução às experiências do imaginário, ao gosto por uma poderosa imaginação que transfigura tudo, e que a tudo atribui um sentimento fabuloso. Este livro é apaixonante e envolvente, pois sua linguagem faz com que o leitor entre de corpo e alma na trama, vivenciando tudo. Nele, José de Alencar retrata a história de Lúcia, uma cortesã de luxo do Rio de Janeiro, em 1855. E Paulo, um rapaz que veio do interior para conhecer a vida da Corte. Na primeira vez que Paulo vê Lucíola, a julga como meiga e angélica. Mesmo seu amigo Couto contando barbaridades sobre ela e revelando sua verdadeira profissão, Paulo mantém essa imagem em seu coração. A burguesia critica as mulheres que vagam pela Corte ostentando seu luxo e estravagância, e dizem que elas, não têm a pureza na alma e a capacidade de amar de verdade. Assim, Paulo fica entre o amor que sente por Lúcia e o pensamento crítico da sociedade sobre ela. Essa sociedade moralista afirmara que Lúcia vendera seu corpo por prazer e não pela necessidade. Mas Paulo, após esses seis meses, descobre que o que diziam a respeito de Lúcia não convinha à sua pessoa e que ela guardara seu coração para a pessoa certa, que fora Paulo e que até o dia de sua morte, amou-o como a nenhum outro homem. Lúcia, que na verdade se chamava Maria da Glória, sofre uma tremenda transformação ao conhecer Paulo. Ele a faz ver que aquele não era a sua verdade, e o grande amor que ambos viveram, foi o que a idealizou como mulher, mulher que tinha a castidade da alma para o amor, mas que a escondia numa feição depravadora. Assim, Maria da Glória descobre a essência de uma verdadeira mulher, que não mais esbanjara luxo e depravação.


Resumo de “Capitães da Areia” ( de Jorge Amado) Por Letícia Ozório

 Em “Os Capitães da Areia”, Jorge Amado conta a história de um grupo de meninos de rua. O livro é dividido em três partes. Antes delas, no entanto, via uma sequência de pseudo-reportagens, explica-se que os Capitães da Areia são um grupo de menores abandonados e marginalizados, que aterrorizam Salvador. Os únicos que se relacionam com eles são Padre José Pedro e uma mãe-de-santo. O Reformatório é um antro de crueldades, e a polícia os caçam como os adultos antes do tempo que são. A primeira parte em si, “Sob a lua, num velho trapiche abandonado” conta algumas histórias quase independentes sobre alguns dos principais Capitães da Areia (o grupo chegava a quase cem, morando num trapiche abandonado, mas tinha líderes). Pedro Bala, o líder, uma espécie de pai para os garotos, mesmo sendo tão jovem quanto os outros, e depois descobre ser filho de um líder sindical morto durante uma greve; Volta Seca, afilhado de Lampião, que tem ódio das autoridades e o desejo de se tornar cangaceiro; Professor, que lê e desenha vorazmente, sendo muito talentoso; Gato, que com seu jeito malandro acaba conquistando uma prostituta, Dalva; Sem-Pernas, o garoto coxo que serve de espião se fingindo de órfão desamparado; João Grande, o “negro bom” como diz Pedro Bala, segundo em comando; Querido-de-Deus, um capoeirista que é só amigo do grupo; e Pirulito, que em grande fervor religioso. A segunda parte, “Noite da Grande Paz, da Grande Paz dos teus olhos”, surge uma história de amor quando a menina Dora torna-se a primeira “Capitã da Areia”, e mesmo que inicialmente os garotos tentem tomá-la a força, ela se torna como mãe e irmã para todos.

Resumo de Mar Morto” (de Jorge amado) Por Jenifer da Silva

A história se passa no Cais da Bahia, onde viviam os marinheiros, e um dos mais antigos era Seu Francisco que criava o sobrinho Guma, ensinando-lhe as leis do mar. Guma, com o tempo, tomou conta do saveiro chamado Valente. A fama de Guma no cais ocorreu em uma noite de tempestade, onde Guma, com o seu Valente, salvou um navio [Canavieiras] que iria naufragar. Depois disso, Guma conheceu Lívia, uma das moças mais bonitas do cais, casou-se com ela e foram morar com Seu Francisco, onde ao lado deles foram morar Rufino [um grande amigo de Guma e Esmeralda. Viviam muito bem, até que Guma envolveu-se com Esmeralda que o perseguia, Rufino descobriu, matou Esmeralda e depois matou-se de desgosto.

Resumo de “A Menina Que Roubava Livros” (de Markus Zusak) Por Karla Souza

Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a Morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em A Menina que Roubava Livros, livro há mais de um ano na lista dos mais vendidos do The New York Times. Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade desenxabida próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido da sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona de casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, O Manual do Coveiro. Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro de vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes. E foram estes livros que nortearam a vida de Liesel naquele tempo, quando a Alemanha era transformada diariamente pela guerra, dando trabalho dobrado à Morte. O gosto de rouba-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito.

Resumo de “Mãe e A Luva” (de Machado de Assis) Por Natália Vasconcelos

Guiomar é sobrinha de uma baronesa e tem três pretendentes: Luís Alves, Jorge e Estevão. Jorge é seu primo e o favorito da baronesa para seu coração; Estevão já a ama há anos e é amigo o vizinho de Guiomar, Luís Alves, candidato a deputado. A criada inglesa da baronesa, Mrs. Oswald, influencia o que pode Guiomar para que ela escolha Jorge e Luís Alves apóia seu amigo o quanto pode, mas se declara para Guiomar que também se declara a ele. Jorge a pede em casamento e Luís também, Guiomar se decide por Luís apesar dos desejos da baronesa e eles se casam. Apesar das personagens e a trama ser romântica, a motivação de Guiomar não é tanto: ela vê o casamento como uma escada social e escolhe Luís tanto pelo amor quanto pelo fato dele já estar eleito deputado.

Resumo de “Senhora” (de José de Alencar) Por Noelly Torres

Neste livro, José de Alencar retrata a história de Aurélia Camargo, moça pobre, torna-se rica graças à herança do avô, recebida aos 18 anos, quando é apresentada a sociedade fluminense. Encanta a todos com sua esplendorosa beleza. Sua beleza desperta o interesse de muitos rapazes e sabendo, sagazmente, os riscos que corria, ela vive intensamente. Revolta-se, muitas vezes contra a sua riqueza por conhecer nela um dos motivos para os admiradores. O Sr. Lemos, tio materno e tutor de Aurélia, era convocado de vez em quando para resolver problemas de pequena importância. Certo dia, a jovem convoca seu tutor para apresentar-lhe um certo assunto, seu casamento. Cita o casamento de Adelaide, filha de Manuel Tavares do Amaral que a ofertou a um recém chegado ao Rio de Janeiro, sendo este, o seu escolhido. O escolhido é Fernando Rodrigues de Seixas, moço de vida média rico, mas em casa leva vida simples. Aurélia pede ao Sr. Lemos que a auxilie no desmanche deste compromisso de Adelaide, pois além do interesse em Seixas, ela pretende fazer com que Adelaide se case com seu verdadeiro amor, o Dr Torquato Ribeiro, que também era seu amigo desde a convivência com sua mãe. 

 Resumo de “O Menino do Pijama Listrado” (de John Boyne) Por Isabella Loyola

Este livro traduz de forma original os horrores da Segunda Guerra Mundial no interior da própria Alemanha. É através do olhar inocente de uma criança que nada sabe sobre confrontos bélicos e ideologias nazistas que esta história é revelada.Bruno é um garoto de apenas nove anos que ignora sua realidade; tudo que ele sabe sobre sua repentina partida de Berlim, cidade na qual levava uma vida aconchegante, e sua nova existência próxima a uma cerca que o separa de um universo distinto, é que esta mudança está ligada ao trabalho de seu pai. Na verdade, o progenitor de Bruno é um oficial alemão nazista de alta hierarquia, subordinado imediatamente a Hitler. Sob novas ordens, ele se transfere, junto com os familiares, para uma casa localizada nas vizinhanças do campo de concentração de Auschwitz. Como quase todas as crianças, o menino logo se acostuma com as novidades e, mesmo não compreendendo porque as pessoas do outro lado do muro vestem sempre um estranho pijama listrado, em pouco tempo trava uma pungente e sincera amizade com outro garoto, o qual habita a margem oposta da cerca e também traja este inusitado uniforme.

Resumo de “O Caçador de Pipas” (de Khaled Hosseini) Por Thais Paiva 

Neste livro, conta-se a história de Cabul, nos anos 70, onde viviam dois meninos que passaram juntos toda sua infância, e foram amamentados pela mesma mulher. Eles eram Amir e Hassan. Amir era filho de um homem rico e respeitado entre os afegãos e Hassan era filho de um empregado da casa de Amir e havia nascido com o lábio leporino. Hassan era humilde e fazia tudo pelo amigo, inclusive o defendia nas brigas de rua. Amir era covarde e se aproveitava da ignorância e falta de estudos de Hassan, inventando histórias e significados de palavras, enganando-o, fazendo-o pensar que o que dizia era completamente ao contrário do que na realidade deveria ser. Amir era ciumento e inseguro, e sentia ciúmes quando seu baba (pai) demonstrava mais orgulho do comportamento de Hassan do que das atitudes de seu próprio filho.No inverno de 1975, Amir teve a chance de conquistar seu baba, vencendo o famoso campeonato de pipas local, e para que Amir conseguisse cortar e recuperar a pipa vencedora e chegar em casa com o troféu – a última pipa cortada -, Hassan correu atrás da pipa azul para ajudar o amigo. Enquanto corria pelos becos para chegar à frente dos outros, encontrou Assef, um garoto prepotente, de família rica,  que odiava os hazaras como Hassan e perseguia Amir também, por este ser amigo de um hazara. Assef, na frente da sua tribo de amigos que o protegiam, violentou Hassan, pois exigia que ele lhe entregasse a pipa, e por este não entregar a pipa azul. Nessa época, o Afeganistão já começava a enfrentar a invasão soviética e algum tempo depois Amir e seu pai,  precisaram fugir do país. As experiências e o sofrimento terríveis pelos quais passaram, aproximaram, finalmente, pai e filho. Eles conseguem se mudar para os Estados Unidos. Na América, Amir encontrou o amor do pai e conheceu uma bela mulher, Soraya, com quem se casou, mas eles não tiveram filhos e baba morreu de câncer, algum tempo depois.

                                                                                                                                                                                               

9 thoughts on “Trabalhos

  1. Wonderful story, reckoned we could combine a couple of unrelated information, nevertheless genuinely worth taking a look, whoa did one particular study about Mid East has got a lot more problerms also

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s