SE O FUNK TAMBÉM É CULTURA, POR QUE HÁ TANTO PRECONCEITO?

O preconceito com o funk e com quem canta funk está crescendo muito. Isso significa que o funk é um ritmo que vem influenciando muito os adolescentes, as crianças e até mesmo os adultos. Mas muitos não entendem o porquê desse preconceito, pois o funk é um gênero musical como qualquer outro.

Visto isso, podemos partir para o preconceito contra os funkeiros. Está aí a resposta. O preconceito está voltado para aqueles que cantam funk, e não para o gênero funk. Para muitos, os funkeiros são pessoas “sem cultura”,”favelados”, e ainda acham que o lugar de origem determina o que uma pessoa será futuramente. Com certeza você já deve ter ouvido uma pessoa de maior prestígio social dizer: “olha só aquele pivetinho, favelado… nunca será alguém na vida. Olha só o tipo de música que esse moleque de rua está ouvindo… funk. Só poderia ser coisa de favelado”.

Os que pensam assim estão errados, pois das comunidades carentes saem muitas pessoas que tiveram uma boa formação. Só porque moram em favelas, não significa que vão se tornar um “zé ninguém”, um bandido futuramente. As pessoas de boa índole também podem ser de comunidade carente! O que falta para elas são reconhecimento e oportunidades iguais.

Artigo de Opinião – Por Jasmine Viana (aluna 2006)

10 thoughts on “SE O FUNK TAMBÉM É CULTURA, POR QUE HÁ TANTO PRECONCEITO?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s